terça-feira, 29 de julho de 2014

VIII SALÃO DAS MOTOPEÇAS VEM AI

Será realizado entre os dias  13 a 16 de agosto o VIII Salão Nacional e Internacional das Motopeças, organizado e promovido pela ANFAMOTO – Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças, no Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo em São Paulo – SP.
Conhecido como Salão das Motopeças, o evento é a maior feira do segmento e reúne as principais empresas do setor e é o ambiente adequado para a realização de negócios com quem entende de motopeças e acessórios. São mais de 200 marcas divididas em 85 expositores, que vão mostrar seus lançamentos, novidades e tendências de mercado em 4 dias de feira e interagir com um publico qualificado, composto por potenciais compradores de toda a cadeia do segmento de motopeças.
Salão das Motopeças gera uma grande interação entre as empresas e os visitantes que buscam negócios, desenvolver parcerias, conhecer novos produtos e representar as marcar em suas regiões, proporcionando ao expositor a ampliação de sua rede de relacionamento e por consequência a criação de ótimas oportunidades.

DADOS GERAIS
Evento: VIII Salão Nacional e Internacional das Motopeças – SALÃO DAS MOTOPEÇAS
Data: 13 a 16 de agosto de 2014 (quarta, quinta, sexta-feira e sábado)
Local: Expo Center Norte – Pav. Amarelo – Av. Otto Baumgart, 1000 – São Paulo – SP
Horário: das 15h às 21:30h – 4ª à 6ª-feira. Das 15h às 20h Sábado.
Visitação Gratuita (não aberto ao consumidor final)
Fonte: Moto Esporte

TRANSPOSIÇÃO DOS SERVIDORES

Transposição embaralhou por negligência do governo Confúcio, diz senador

Para ele , a solução ideal para agilizar os processos seria a criação de uma Central Administrativa da Transposição com servidores, técnicos e procuradores que atuam em Rondônia.

Servidor esperando a Transposição!
 O senador  Odacir Soares (PP) tem uma opinião diferente a respeito dos últimos acontecimentos envolvendo a transposição dos servidores de Rondônia aos quadros da União. 

Odacir credita total responsabilidade ao Governo do Estado de Rondônia por empurrar o andamento da questão, causando prejuízos tanto aos trabalhadores que têm o direito à mudança quanto aos próprios cofres. 

– Semana passada o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia, o Sintero, divulgou uma nota amplamente propagada na imprensa dando conta de que, anos depois, a transposição está andando. Isso porque o Estado de Rondônia só agora vem tomando as medidas cabíveis. A própria entidade sindical relata, em determinado trecho da notícia, que os técnicos do governo federal elogiaram os trabalhos e disseram que era esse o tipo de providência necessária para agilizar a análise dos processos – comentou o senador.

Culpa é do Governo do Estado de Rondônia

Segundo Odacir, a culpa jamais foi do governo federal e a demora da gestão de Confúcio Moura (PMDB) a se ater aos fatos foi fator preponderante para que o trâmite se arrastasse muito mais do que deveria: 

– Tudo poderia ter sido mais simples. Se desde o começo tivessem levantado um dossiê de cada servidor, documentado de forma correta e não encaminhado de qualquer maneira para Brasília, como em casos em que houve até documentação escrita à mão, o Estado de Rondônia estaria usufruindo dessa economia e o servidor, por sua vez, já estaria recebendo seus salários do governo federal sem esse estresse por tanta demora – asseverou. 

Central Administrativa da Transposição

O senador também falou sobre a necessidade de se criar – mesmo que muito atrasado – uma Central Administrativa da Transposição, que seria um órgão específico para tratar e dar prosseguimento ao assunto de forma célere e eficaz. 

– É possível resolver o entrave da transposição em sessenta dias, no máximo em noventa. Basta querer. Montando a Central Administrativa da Transposição, o Governo de Rondônia colocaria servidores, técnicos e procuradores com a tarefa de preparar, como fizeram agora, os processos de cada servidor com a velocidade necessária. Espero que a partir de agora o governo estadual diligencie neste sentido, não mais negligenciando uma questão tão importante para Rondônia quanto esta – disse Odacir Soares. 

Ex-Território Federal de Rondônia 

– Quando o estado de Rondônia foi criado, extinguindo o antigo Território Federal, a questão era exatamente a mesma. Todos os servidores foram transpostos para o quadro em extinção da União com extrema rapidez, sem tumulto, sem confusão que é o que se precisa fazer agora. É um absurdo que essa já não seja uma demanda resolvida. Enquanto a questão não toma a forma indicada pelo Ministério do Planejamento do governo federal, os servidores e suas famílias não têm tranqüilidade. No Senado Federal acompanharei a partir de agora todo o processo da transposição de modo a não deixa-lo paralisar novamente por falta de uma burocracia estadual competente e efetiva – finalizou o senador Odacir Soares.
Fonte: Tudo Rondônia

OPINIÃO DE PRIMEIRA

EXERCÍCIOS DE FUTUROLOGIA SOBRE A ELEIÇÃO DE OUTUBRO

A corrida pelo voto, na disputa pelos cargos proporcionais, poderá trazer surpresa em 2014? Pode ser. Para o Senado, por exemplo, onde Acir Gurgacz concorreria praticamente sozinho à reeleição, surgiu agora o nome fortíssimo de Ivone Cassol. E ainda corre por fora, sendo falado em todas as rodas de comentários sobre a política local, que o professor e pastor Aluizio Vidal pode repetir o feito de Silvana Davis, há anos atrás, quando ela conseguiu mais de 80 mil votos para o Senado. Já em relação à Câmara Federal, sem dúvida a coligação que tem nomes mais fortes é a liderada pelo PMDB. A tal ponto do partido, internamente, de comentar que elegerá pelo menos três e que há chances concretas de conseguir uma quarta cadeira. Ficaria, nesse caso, com metade da bancada de deputados federais. Peemedebistas ainda mais apaixonados falam em até cinco cadeiras, o que seria um feito extraordinário e uma surpresa nunca antes imaginada. E para a Assembleia? Bem, aí complica mais. Não se sabe qual será o índice de renovação, mas há quem diga que a tendência é que ela seja muito alta, superando talvez a da última eleição, quando chegou a 75%. Dos atuais deputados estaduais, talvez cinco ou seis retornem, é o cálculo de quem conhece a história das eleições no Estado. 
Claro que tudo isso são apenas previsões, exercícios de futurologia. Qualquer coisa que vá acontecer, tem que combinar antes com o eleitor. Pode ser que ele tenha melhorado mesmo e aí, no geral, avançaremos nas questões da nossa tão desgastada  política. Ou, pelo contrário, pode ter piorado, o que pode parecer pessimismo, mas na verdade está mais perto da realidade do que uma melhoria acentuada. Daí, então, nossas esperanças de avanços vão ter que ser guardadas por mais alguns anos. Pelo menos até a próxima eleição...
UM MÊS E MEIO - Julho está terminando e as campanhas ainda estão meio que com o freio de mão puxado. Nem os candidatos majoritários andam num ritmo que se imaginava, seria o ideal, de início de correria atrás do voto, nessas alturas. Como o TRE ainda não decidiu se libera ou não, para a disputa, alguns dos nomes considerados importantes no contexto da disputa (e com o alto custo da campanha), todos estão se contendo, para começar a batalha mesmo lá pela segunda quinzena de agosto. Ou seja, de campanha forte mesmo, um mês e meio, apenas...
 DESRESPEITO E MÁ VONTADE - O caso do bebê Nícolas, cujo corpo sumiu do Hospital de Base, está praticamente elucidado. Lá na frente, vai ficar claro que houve uma sucessão de erros, procedimentos que não foram seguidos, irresponsabilidades. O corpo provavelmente da criança foi incinerado de forma errada, sem autorização legal, sem que todos os trâmites tivessem sido seguidos. Mais um episódio que deixa claro o quanto o serviço público e seus agregados estão recheados de má vontade e desorganização. Lamentável!
 ANEDOTÁRIO NACIONAL - Dá pena ver as pessoas tentando enxergar a pista do aeroporto de Porto Velho, à noite, na saída e chegada de aviões. Algum idiota, imaginando-se gênio, decidiu colocar uma película escura no vidro, isolando a pista do restaurante e de todo o público. Como esse tipo de gente ainda trabalha em locais que deveriam atuar apenas pessoas responsáveis e que não fizessem essas maluquices?  Com essas coisas ridículas, o aeroporto "internacional" de Porto Velho vai acabar entrando para o anedotário nacional.
 ABERRAÇÃO ABONADA - O que surpreende é que os chefes  de quem criou essa aberração a abonaram. Não fosse isso, o responsável já estaria no olho da rua e a película que transforma o aeroporto de Porto Velho no único do mundo em que é proibido enxergar a pista, teria sido tirada totalmente, ao menos para amenizar a idiotice feita. Alguém viu essa besteira e começou a tirar a película, embora ela ainda esteja isolando a maioria da área de visão. É um pequeno passo para corrigir a excrescência. Mas maior parte da burrice ainda continua lá!
 PLANOS PARA 2016 - Já há pelo menos três nomes para entrar na disputa pela Prefeitura de Porto Velho, daqui a menos de dois anos. Mauro Nazif,é óbvio, tentará a reeleição. O outro, o do empresário Mário Português, que teve performance muito boa na sua estreia na política, tem competência  e sonha em cuidar da sua cidade. O terceiro ressurge depois de anos fora de cargos públicos. É Odacir Soares, que será senador por 90 dias, na vaga de Ivo Cassol, licenciado. Claro que virão muitos outros candidatos, mas esses três aí estariam na disputa, se a eleição fosse hoje.
 HOMEM DAS ESTRELAS - Estamos perdendo, aos poucos, o que tínhamos de melhor. Se vão craques do passado, escritores, historiadores, artistas que fizeram do nosso país um verdadeiro manancial de talentos. Neste final de semana passado, foi-se embora mais um dos grandes brasileiros, o genial astrônomo Ronaldo Mourão, o melhor que já tivemos em todos os tempos. Respeitado em todo o mundo, As suas principais contribuições astronômicas foram efetuadas no campo das estrelas duplas, asteroides, cometas e estudos das técnicas de astrometria fotográfica.Perda irreparável.
 PERGUNTINHA - Como será 2015 para a economia brasileira, com a previsão de crescimento pífio, inflação crescendo e risco de desemprego em alguns setores?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires


segunda-feira, 28 de julho de 2014

Eu Preciso de Você!

Eu Voarei Com Você!

270. POINT DO MOTOCICLISTA

270. POINT DO MOTOCICLISTA
AVENIDA NAÇÕES UNIDAS COM RUA SALGADO FILHO
PRAÇA DO MOTOCICLISTA
26.07.2014

Realizamos mais um Point do Motociclista neste sábado. Desta vez recebemos a visita do Amigo Bastos, um dos fundadores do Point, sendo que o querido Amigo recebeu das mãos do Cisne o Troféu do nosso 5º Aniversário.  Agora o Bastos está pilotando uma linda BMW 650. Valeu Bastos pela iniciativa há 5 anos atrás. 

Também recebemos a visita do Amigo e Motociclista Nenê de Itapuã do Oeste-RO, o qual agradecemos a sua presença. Também está de volta ao Point o Amigo Nassim, o mesmo estava "esfriando o saco" no Alaska.  Tudo bem, tudo tranquilo no Point. Veja as fotos.
Bastos e Cisne (companheiros de estrada, eu disse de estrada)














O PRIMEIRO ELEMENTO DE NOSSAS VIDAS

Por Edileusa Pena
Meu querido Prof. Dr. Ruy Ferreira, como sempre faço todas as manhãs, realizei a leitura de seu texto sobre os inúmeros e graves problemas de nosso país. Também tentei e queria muito escrever sobre a sua despedida como professor-doutor da área de Informática do Campus de Rondonópolis, o qual você ajudou na construção e fortalecimento do ensino superior.
Perdoe-me, meu amigo, mais ando num vazio existencial enorme, que tem me impedido de tecer discussões mais acaloradas sobre assuntos tão sensíveis e imensuravelmente tristes, a exemplo dos movimentos de transitoriedade a que estamos submetidos involuntariamente ou não.  
Está decidido: não quero falar de nossas ausências e mobilidades, porque acredito firmemente que você, ainda um jovem senhor, vai ser bem sucedido em seu tratamento de saúde. Certamente, ainda voltará às salas de aulas, lugar em que você se sente mais confortável. Também não quero pensar nos problemas econômicos, políticos e sociais do nosso país, pois, há muito tempo, deixei de acreditar em contos de fadas, príncipes e princesas encantados e em papai Noel, muito menos em Mãe Dinah ou Dilma.
Então, nesta Páscoa, justamente por ser uma festa cristã e de cunho familiar, me recolhi solitariamente em meu recanto, quase um clausulo, e andei matutando sobre o dia em que teremos que nos despedir dos nossos entes queridos, mais especificamente das mães. Este assunto, vez por outra, bate em minha porta, trazido por alguém, que infelizmente precisa se despedir pela última vez daquela que lhe trouxe à vida.
Fiquei inquieta estes últimos dias relembrando o falecimento da mãe de um amigo querido, que mora em São Paulo, e em meio às festividades de fim de ano, precisamente no dia 31 de dezembro, teve sua mãe resgatada para a Glória Eterna. Diante disso, veio de novo a vontade de fabricar um poema ou uma poesia sobre o assunto, mas, a angústia, tristeza e medo me impediram, naquele momento de escrever sobre qualquer coisa. Afinal, também estava de luto recente e com minha mãe doente, abalada com a morte brutal de seu irmão caçula – José Dantas, assassinado por latrocínio, roubo seguido de morte, na calçada da casa dele.
Hoje, porém, tomei coragem, respirei fundo e debrucei sobre aquilo que mais gosto de fazer: escrever textos opinativos, além de matérias jornalísticas. Então, busquei em minha querida Clarisse Lispector a inspiração necessária para realizar esta atividade. Clarisse Lispector uma vez pronunciou e, eu, aqui, me apodero de sua frase, na qual ela diz: “o mais escuro uivo da dor de separação” é o que um dia sente quem perde para sempre a figura da mãe. Quem foi alimentado por uma placenta e desta forma era parte integrante de outro ser, é cortado ao meio quando este vínculo se desfaz.
Quando nascemos carregamos para toda vida o fio que nos une ao ser humano-mãe, já que, um dia fizemos parte de um mesmo corpo, contrariando a Lei da Física, sugerindo que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar. Entretanto, com mãe e filhos, temporariamente, esta lei se torna nula.
Esclareço a todos: Pelo olhar de tristeza de quem perdeu sua genitora sou capaz de sentir boa parte da dor que emana tal separação. Digo boa parte, pois, é impossível captar por inteiro a dor do outro, sendo esta, individual e intransferível. Eis, que, percebo tais dessabores, não por já ter perdido minha mãe, mas, por entender e sentir visceralmente a complexidade e dificuldade do momento da separação, do último adeus, ancorada em tantas despedidas que já presenciei. Especialmente a do meu pai, que me foi tirado de maneira tão cruel ou dos meus tios, avôs e avós, ora vítimas da violência que galopa a passos largos ou pelo ciclo natural da vida.
Por esta razão de proximidade com a morte, em suas diferentes facetas, sei que, depois da partida vem o luto e o vazio, que são de gosto amargo e demorado. Porém, necessários na decantação da dor e do apaziguamento do espírito, para que nossa vida retome o curso natural e siga em frente. A ausência será sentida por todo o sempre.
Entretanto, o amor por nossa mãe e entes queridos, esse ficará tatuado em nosso coração e de lá não sai enquanto estivermos cumprindo nosso destino, aqui, na terra.
Aqui, abro um parágrafo específico para falar do amor maternal. Tal amor e a lembrança materna muitas vezes serão nossa redenção e acalanto naqueles momentos ruins em que este mundo nos entrega no dia a dia...
Há muita coisa a dizer e denunciar sobre nossa fragilidade no momento da partida, independente do motivo. Como canta e encanta Maria Rita: a hora do encontro também é o da despedida. Estou aprendendo, duramente, que a vida é mortal. Por esta razão, como sou humana e imperfeita, algumas partes delego para Deus, que é o senhor de todas as coisas. Nele, deposito minhas tristezas e medos, pois, Nele, sim, há uma saída segura e confortável. Em Deus e somente Nele, existe a não separação, o amor incondicional e a paz final, que todos nós desejamos por toda eternidade.
Já, prevendo o Dia das Mães, no próximo mês, deixo um recado para os filhos, órfãos de suas mães: desejo toda serenidade do mundo. Usem o amor que lhes foi dado por suas mães para produzir mais beleza e, quem sabe, assim, construir pontes para alcançar o que Jesus tanto pediu: “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. E, para você, meu amigo, mestre e doutor do conhecimento científico, conselheiro em muitos momentos difíceis e de solidão neste lugar tão longe de casa, de minha mãe, dos meus amigos preciosos, apenas desejo saúde, sucesso e muita sorte por aí afora. Amem muito e permitam ser amados enquanto é possível, quando ainda estamos vivos. Saudações eternas!

EDILEUSA REGINA PENA DA SILVA é mulher, filha, irmã e amiga. Nas horas vagas é professora e jornalista. Mas, sobretudo, é temente ao amor divino, que nunca cessa.

Missa do Motociclista / Ji-Paraná-RO

Vamos participar, vai ser muito bom. Será no dia 03 de agosto de 2014, às 08 h - Domingo. Saída do Posto Vitória (no 2 de abril). 

Como proteger os seus olhos do uso contínuo de computadores

Vários profissionais costumam passar horas em frente ao computador, o que nem sempre faz bem para a saúde dos olhos.
Além deles, atualmente, as pessoas no geral, também ficam mais tempo na frente da telinha. Se antes, a "grande vilã" para a visão era a televisão, hoje podemos dizer que o computador acaba sendo o mais cogitado.
Pensando nisso, preparamos algumas dicas para que você possa cuidar melhor da sua visão, e assim, evitar possíveis problemas. Obviamente que vários fatores influenciam em uma boa visão, porém, hoje levaremos em consideração o uso continuo de computadores.

Cuide de seus olhos

1. Aos profissionais e também pessoas em geral que costumam passar várias horas em frente ao computador, o ideal é que a cada hora seja feito um intervalo, e claro, descansar os olhos. Focalize outro ponto que não seja a tela do computador.
2. Mantenha uma distância razoável entre a tela do computador e os seus olhos. O ideal é que seja entre 40 a 77 centímetros.
3. A inclinação da tela também é importante, então, certifique-se que o topo do monitor esteja em um nível um pouco abaixo dos olhos.
4. Manter a tela sempre limpa também ajuda a não forçar a visão.
5. A postura é muito importante para quem trabalha diante um computador. Além de poder causar problemas na coluna, os olhos também podem sofrer. Então, encontre o melhor ângulo e distância da tela.
6. Não sacrifique seus olhos, opte por uma fonte de tamanho grande.
7. Uma boa iluminação também contribui para a saúde dos seus olhos. Dessa forma, caso necessário, use cortinas, persianas, filtros, enfim, algo que possa bloquear a intensidade na luz, e assim reduzir o brilho forte.
8. Regular o brilho e contraste da tela também é importante.
9. O uso de ar condicionado ou ventilador, quando voltado aos olhos, pode provocar o ressecamento e irritar a visão. A melhor alternativa é manter os aparelhos longe dos olhos e a uma intensidade moderada.
10. As telas de alta definição são as mais indicadas, então, de preferência para monitores LCD ou de resolução Full HD.
11. Evite usar smartphones ou tablets à noite, principalmente após ter ficado horas na frente do computador.
12. Pisque os olhos! A frase parece um tanto normal, mas, ao ficarmos horas em frente ao computador é normal piscarmos menos os olhos e assim eles ficam mais secos.
13. Uma boa alimentação faz bem para todo o corpo, incluindo os olhos. Então, opte por alimentos saudáveis, muitas frutas e verduras, que contam com nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo.
14. Higiene é fundamental. Vale a pena lembrar que coçar os olhos, não limpar corretamente as lentes de contato, ou mesmo os olhos, pode acabar causando algum problema, inclusive adquirindo alguma doença.
15. Visite seu oftalmologista. Não custa lembrar, mesmo que não esteja com qualquer problema nos olhos, sempre é bom consultar um especialista.
Bom, espero ter ajudado com as dicas acima, apesar de simples, na correria do dia a dia nem sempre lembramos de cuidar dos nossos olhos. 
Fonte: Oficina da Net