terça-feira, 2 de setembro de 2014

OPINIÃO DE PRIMEIRA

ASSASSINOS DO TRÂNSITO COMEÇAM A PEGAR PENAS PESADAS

De vez em quando, surge uma pequena esperança de que estamos caminhando em direção a nos tornarmos um país sério. São pequenas luzes no fim do túnel, mas que ajudam a animar, ao menos um pouco, num contexto em que, na maioria das vezes, parecemos uma Republiqueta de Bananas, com leis espúrias, ultrapassadas e muitos cuidados com os direitos de quem comete crimes, quase nunca de suas vítimas. Dois casos recentes serviram para essa pequena fagulha de energia positiva. O primeiro aconteceu em São José do Rio Preto, São Paulo. Um bêbado, que matou quatro pessoas e feriu gravemente mais duas, foi condenado, em júri popular, ao total de 92 anos de reclusão. Foi uma causa histórica, por dois motivos básicos: primeiro, pela decisão do magistrado, o juiz Caio César Melusso, da Vara Criminal, em julgar o caso pelo Código Penal e não pelo ainda frágil Código Nacional de Trânsito, porque esse, quase nunca põe alguém atrás das grades. Segundo, porque os jurados condenaram o réu por unanimidade e o magistrado aplicou a maior pena da história, para crimes de trânsito. 
O outro caso aconteceu aqui mesmo, em Rondônia. Um homem que há dois anos, completamente embriagado ao volante, matou três pessoas em São Francisco do Guaporé, fugindo logo depois do triplo homicídio e sendo preso horas depois, foi condenado a 12 anos de reclusão. A mulher e as duas crianças que ele matou nunca mais voltarão, mas sem dúvida a mão pesada da Justiça está mostrando a ele e dando exemplo a outros, de que dirigir bêbado pode dar cadeia sim! Claro que ainda há muitos recursos e pode até ser que as penas sejam amenizadas. Mas apenas a dureza com que os dois casos foram tratados, já dá um alento. Quando as leis forem duras e iguais para todos, o Brasil, enfim, merecerá o título de Nação séria e respeitada!
PRESSÃO TOTAL - Os prefeitos, que não aguentam mais viver à míngua, voltam a Brasília, nesta terça e quarta, para pressionar o Congresso Nacional e o Planalto, tentando encontrar fórmulas que evitem que os municípios decretem falência. O maior drama é a redução drástica nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios, o FPM, que está em queda brusca. Também querem o adiamento da implantação do novo sistema de controle dos resíduos sólidos, que acabam com os lixões. Prefeitos rondonienses. da Arom, vão em peso para os encontros de dois dias. 
 SANTO ANTONIO ESCLARECE - Tem muita informação errada e confusão em relação à Santo Antonio Energia. Diferentemente do que vem sendo divulgado, ela vem  cumprindo com todas as suas obrigações contratuais no mercado livre, até com as  relacionadas ao bloco de energia vendida em razão da antecipação do inicio de sua geração comercial, que ocorreu nove meses antes do cronograma original.   No total, foram vendidos 603 Megawatts médios.   Deste total, 290 Megawatts médios foram gerados pela hidrelétrica e a diferença, 313 Megawatts médios (ou 10.250 Gigawatts hora), foi adquirida no mercado pela concessionária e entregue normalmente aos seus clientes.  
 CUMPRIU TUDO - "O que está ocorrendo é uma grande confusão. Nossas liminares, que estão sob judice, não possuem qualquer relação com a energia da nossa antecipação, que terá sua entrega concluída no próximo mês de setembro. Não deixamos, e não deixaremos sequer de entregar um único Megawwat para os nossos clientes, cumprindo assim rigorosamente os nossos contratos no mercado livre", deixou bem claro Eduardo de Melo Pinto, presidente da Santo Antônio Energia. Então, está esclarecido!
 ESSA NÃO! - Marina Silva dizer que nunca foi contra os transgênicos é demais. Disse na maior cara limpa, em pleno Jornal Nacional. O que ela queria, afirmou, eram áreas de transgênicos e áreas livres deles. Quem tem um pingo de memória lembra bem o que dona Marina dizia sobre o caso. Inacreditável. E a turma dos ambientalistas do ar condicionado aplaudiram cada palavra. Realmente, nosso país não tem sorte, há muitos anos, em relação aos nossos governantes.
 SÓ MILAGRE! - Aliás, sobre Marina: só um milagre tira a Presidência dela. Surgiu no rastro da tragédia com Eduardo Campos e virou uma onda nacional. Nas três últimas pesquisas, já deixou claro isso. Na última, do final de semana, se ela for ao segundo turno contra Dilma Rousseff, ganharia por mais de 10%. Claro que qualquer ocorrência inesperada pode mudar uma eleição até os últimos dias, mas se continuar no mesmo ritmo, Marina dispara e tem a eleição na mão. Só pode perder, a partir de agora, para ela mesma!
VERGONHA NACIONAL - De vez em quando, algum nome ligado à política de Rondônia faz a gente passar vergonha, na mídia nacional. O último caso envolveu o ex prefeito de Ouro preto, Irandir Oliveira Souza. Condenado pela Justiça por vários crimes, incluindo tráfico de drogas, ele estava foragido há dois anos. Foi pego pela Justiça Federal em Goianânia e trazido para Porto Velho, para cumprir pena. Irandir responde também por crimes em Mato Grosso e Goiás. E foi prefeito eleito de uma cidade rondoniense! Não é inacreditável?
 PERGUNTINHA - Como vai sobreviver o agronegócio em Rondônia e na Amazônia, caso Marina Silva e suas teorias de desenvolvimento sustentável sejam a base econômica para a região?
Fonte: Jornalista Sérgio Pires

Deninha Vasconcelos

Deninha, uma simpatia de pessoa, simples e bonita. A Deninha reside na querida cidade de Rolim de Moura-RO.


Basílica Nossa Senhora Aparecida / São José do Rio Preto-SP

Situada no alto do bairro Boa Vista, a Paróquia de Nossa Senhora Aparecida foi criada em 11 de maio de 1933, pelo Bispo Diocesano D. Lafayette Libânio. O objetivo do bispo ao propor a obra era agradecer a proteção da santa durante a Revolução de 1932.

Embora a cidade, em decorrência da vitória de Vargas, tenha ficado sob intervenção, a população não enfrentou conflitos armados. Apenas os líderes revoltosos, inclusive D. Lafayette, foram perseguidos.

A obra foi iniciada em 1938 e concluída em 1942, quando começaram os trabalhos de pintura e decoração interior.

Durante o 1º Congresso Eucarístico Diocesano, no dia 31 de maio de 1940, a Basílica recebeu sua primeira missa. Mas a consagração solene do Santuário só aconteceu no dia 7 de setembro de 1943. Em julho de 1954, o Papa Pio XII elevou o Santuário à categoria de Basílica Menor.

Endereço
Praça Dom Lafayette Libânio, s/nº, Boa Vista - São José do Rio Preto/SP


A Basílica é parte de minha história! Além de ser bela!


OPINIÃO DE PRIMEIRA

CAMPANHAS ABORDAM TEMAS REALMENTE IMPORTANTES?

Quais os problemas que precisariam mesmo ser atacados, tanto em nível nacional como em Rondônia e que ainda não fizeram parte da pauta dos candidatos? Os Presidenciáveis, pelo que se observa até aqui, pisam em ovos sobre temas realmente complicados, mas que mereceriam um debate profundo. A violência que domina o país; o crime organizado que se espraia para todos os setores da vida pública; a parceria entre organizações criminosas e políticas; o fim da absurda impunidade, incluindo-se aí  o "liberou geral" a menores criminosos, esses assuntos, todos interligados, passam ao largo dos discursos. E a economia? Corremos o risco de uma grande crise, anunciada, aliás, há bastante tempo. O que nossos Presidenciáveis dizem, claramente, sobre isso? 
A presidente Dilma, medindo palavras, porque teme perder voto, diz que tudo será resolvido, como num passe de mágica. Os seus adversários teorizam, mas não apresentam plano concreto de adequação do país à grave crise mundial, que está nos afetando e nos afetará ainda muito mais. E a pornográfica tributação, que corrói o desenvolvimento, acaba com os empregos e afeta a estrutura econômico do país? Quase nada....
Em Rondônia, temas relevantes não estão sendo discutidos como deveriam: a transposição (muito pouco avançou até agora); a recuperação urgente das áreas destruídas pela enchente histórica do início do ano; a qualidade do ensino nas escolas, que avança quase nada; o desaparecimento de atividades culturais e do folclore, que mexiam com todo o Estado e que estão tendo morte lenta... As campanhas se resumem aos temas tradicionais de saúde, estradas, recursos federais, troca de farpas entre candidatos. Mas discutir profundamente as questões e apontar caminhos que possam ajudar a resolvê-las, é perto do zero. Mas ainda há tempo...


TIRIRICA DE NOVO!
 Em Rondônia e em todos os Estados, na verdade, as campanhas são mais folclóricas que criativas; mais pobres de ideias do que se pode aceitar. Vê-se o palhaço Tiririca como potencial campeão de votos, novamente. O ex jogador Romário (aliás, esse até tem feito por merecer!) vai ganhar a vaga carioca para o Senado. Na disputa pelos governos, ouve-se muito papo furado e demagogia, mas poucas medidas realmente concretas e que poderiam mudar a vida das pessoas.  E o povo? Ah, o povo se distancia cada vez mais disso tudo. Lamentável!

POLÍTICA NOS PRESÍDIOS
 Segundo a mídia nacional, Luiz Ricardo Brandão, diretor do Presídio Federal de Rondônia, é um dos que pediram demissão em caráter irrevogável, nesta semana. Outros oito diretores seguiram o mesmo caminho, protestando contra a politização do sistema penitenciário. Ou seja, a política-partidária petista estaria influenciando em decisões até internas das cadeias de segurança máxima no país. Luiz Ricardo foi empossado pelo próprio ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, em fevereiro deste ano.Ficou seis meses no cargo.  

CRISE DIMINUÍDA
A coisa é tão grave que os demissionários criticam com vigor a maneira como está acontecendo absurda interferência política do diretor geral do Departamento de Assuntos Penitenciários, Renato Pinto de Vitto, ex procurador geral de São Paulo, no  sistema prisional. Os diretores que saíram, denunciam que de Vitto teria descumprido ordens judiciais, como a lei 12.654/2013, que ordena a identificação por DNA de presos condenados por crimes violentos. Várias outras ingerências causaram a demissão em massa. Claro que o governo está tentando minimizar a crise e evita falar nela.  

MAIS RONDONIENSES

Já somos 1.758.530 rondonienses, segundo números do IBGE. Na região norte, perdemos em população para o Pará, que chegou a mais de 8 milhões de pessoas e para o Amazonas, que tem o dobro dos nossos habitantes. Temos mais de 300 mil pessoas a mais que  Tocantins e mais que o dobro da população do Acre. O gigante São Paulo, com seus 44 milhões de almas é o mais populoso. No país, superamos os 202 milhões de habitantes. Os números foram divulgados nessa semana.

MAIS PERIGO NA BR
 Motoristas e motoqueiros têm que ter cuidados redobrados na BR 364, em Cacoal. Um desvio foi construído pelo Dnit, na direção de Pimenta Bueno, no local onde parte da pista cedeu no início do ano. São 500 metros de desvio, por onde vai passar todo o tráfego pesado, até que toda a estrutura da pista, destruída pelas chuvas, seja completamente recuperada. O local já é perigoso. Ficou pior. Portanto, muito mais atenção de todos!

AJUDA OU ATRAPALHA?
 Como o eleitorado receberá a carta aberta, mandada de dentro da cadeia, pelo ex deputado federal Natan Donadon, pedindo votos para sua irmão, candidata à federal e a cunhada, que disputa vaga à Assembleia? É algo inusitado, como o próprio caso de Donadon, o primeiro parlamentar brasileiro que saiu do Congresso para a cadeia, sem escalas. Na carta, Natan se diz injustiçado, mesmo depois de ter tido a mais ampla defesa e de ter sido condenado em todas as instâncias. A agora famosa carta, ajudará as duas parentes ou será um tiro no pé? Lá na frente, as urnas responderão...

PERGUNTINHA
Com a péssima qualidade dos jogos do Campeonato Brasileiro, até quando os clubes ainda terão a cara de pau de cobrar ingressos entre os mais caros do mundo?

Fonte: Jornalista Sérgio Pires

CONVITE - 6º Encontro Nacional de Motociclistas do Estado de Rondônia - 6º Madeira Road / Porto Velho

O convite está feito, vamos participar. Vai ser muito bom!

Brasil é o país que mais registra violência contra professores



Uma pesquisa global feita com mais de 100 mil professores e diretores de escola do segundo ciclo do ensino fundamental e do ensino médio (alunos de 11 a 16 anos) põe o Brasil no topo de um ranking de violência em escolas.

Na enquete da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), 12,5% dos professores ouvidos no Brasil disseram ser vítimas de agressões verbais ou de intimidação de alunos pelo menos uma vez por semana.

Trata-se do índice mais alto entre os 34 países pesquisados - a média entre eles é de 3,4%. Depois do Brasil, vem a Estônia, com 11%, e a Austrália com 9,7%.

Na Coreia do Sul, na Malásia e na Romênia, o índice é zero.

O tema da violência em sala de aula foi destacado por internautas ouvidos pela BBC Brasil como um assunto que deveria receber mais atenção por parte dos candidatos presidenciais e vem gerando acirrados debates em posts que publicamos nos últimos dias nas nossas páginas de Clique Facebook, Clique Twitter eClique Google +.

"A escola hoje está mais aberta à sociedade. Os alunos levam para a aula seus problemas cotidianos", disse à BBC Brasil Dirk Van Damme, chefe da divisão de inovação e medição de progressos em educação da OCDE.

O estudo internacional sobre professores, ensino e aprendizagem (Talis, na sigla em inglês), também revelou que apenas um em cada dez professores (12,6%) no Brasil acredita que a profissão é valorizada pela sociedade; a média global é de 31%.

O Brasil está entre os dez últimos da lista nesse quesito, que mede a percepção que o professor tem da valorização de sua profissão. O lanterna é a Eslováquia, com 3,9%. Em seguida, estão a França e a Suécia, onde só 4,9% dos professores acham que são devidamente apreciados pela sociedade.

Já na Malásia, quase 84% (83,8%) dos professores acham que a profissão é valorizada. Na sequência vêm Cingapura, com 67,6% e a Coréia do Sul, com 66,5%.

A pesquisa ainda indica que, apesar dos problemas, a grande maioria dos professores no mundo se diz satisfeita com o trabalho.

A conclusão da pesquisa é de que os professores gostam de seu trabalho, mas "não se sentem apoiados e reconhecidos pela instituição escolar e se veem desconsiderados pela sociedade em geral", diz a OCDE.

Segundo Van Damme, "a valorização dos professores é um elemento-chave para desenvolver os sistemas educacionais".

Ele aponta melhores salários e meios financeiros para que a escola funcione corretamente, além de oportunidades de desenvolvimento de carreira como fatores que podem levar a uma valorização concreta da categoria.

No Brasil, segundo dados do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDEs) da Presidência da República, divulgados em junho deste ano, a remuneração média dos professores é de pouco menos de R$ 1,9 mil por mês.

A média salarial dos professores nos países da OCDE, calculada levando em conta o poder de compra em cada país, é de US$ 30 mil (cerca de R$ 68,2 mil) por ano, o equivalente a R$ 5,7 mil por mês, o triplo do que é pago no Brasil.

 O especialista da OCDE cita a Coreia do Sul e a China como exemplos de países onde o trabalho dos professores é valorizado tanto pela sociedade quanto por políticas governamentais, o que representa, diz ele, um "elemento fundamental na melhoria da performance dos alunos".

"Em países asiáticos, os professores possuem um real autoridade pedagógica. Alunos e pais de estudantes não contestam suas decisões ou sanções", afirma.

A organização ressalta que houve avanços na educação brasileira nos últimos anos. Os investimentos no setor, de 5,9% do PIB no Brasil, estão próximos da média dos países da OCDE (6,1%), que reúne várias economias ricas.

"Entre 2000 e 2011, o nível de investimentos em educação no Brasil, em termos de percentual do PIB, quase dobraram", afirma Van Damme.

Outro indicador considerado importante pela OCDE, o percentual de jovens entre 15 e 19 anos que estudam, é de 77% no Brasil. A média da OCDE é de 84%.

Fonte: De Paris para a BBC Brasil / SINTERO


TRANSPOSIÇÃO DOS SERVIDORES

Presidente do Sintero participa de reunião no Ministério do Planejamento na próxima semana

Servidor esperando a Transposição!
O presidente do Sintero, Manoel Rodrigues da Silva, deverá participar, na próxima semana, de reunião no Ministério do Planejamento, quando vai verificar como estão os trabalhos da transposição.

As reuniões têm sido periódicas, e muito importantes para que a transposição seja agilizada no âmbito da Comissão Interministerial.

A próxima reunião havia sido marcada para esta semana, mas foi adiada.
Manoel tem cobrado do Governo do Estado mais rapidez nas providências de resposta às cartas enviadas pelo governo federal. E do Ministério do Planejamento, o presidente do Sintero cobra o enquadramento dos servidores que não possuem nenhuma pendência, e agilidade na análise dos processos.

Fonte: Sintero


segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Fábio e Aline

Neste último sábado (30.08) o querido casal de amigos Fábio e Aline proporcionaram um delicioso churrasco para os amigos. Este escriba esteve presente participando e registrando o evento. Bom papo, momentos alegres passamos junto ao simpático casal. Muito bom mesmo. Veja as fotos.